Não se turbe o vosso coração

João 14:1 NÃO se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. 2 Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito: vou preparar-vos lugar. 3 E, se eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

Quando Deus instituiu a Páscoa, mandou que um cordeiro, macho, de um ano, fosse sacrificado para cada família. O cordeiro era tomado no dia 10 do primeiro mês do ano pela família e era guardado até o dia 14 daquele mesmo mês. A família podia até se apegar a ele, mas no tempo determinado, não havia escolha, o cordeirinho tinha que morrer, do contrário aqueles que não celebraram a Páscoa seriam mortos (Nm 9:13). Era uma situação que certamente envolvia muito sentimento. A ovelha é um animal dócil e amável. Vê-lo sendo sacrificado devia trazer algumas lágrimas, especialmente aos mais apegados, como as crianças.

Todas essas ordenanças detalhadas tinham um propósito maior: Deus apontava para o Seu Filho, que, sendo o Cordeiro de Deus (Jo 1:29) que tira o pecado do mundo, morreria em nosso lugar no tempo determinado.

No texto trazido para a nossa reflexão, o Senhor Jesus conversava com os seus discípulos sobre a sua morte que se aproximava. Faltavam poucos dias. Os discípulos, que até então, mesmo avisados, não tinham entendido bem que Jesus deveria morrer (Mc 9:32), agora começavam a compreender o que sucederia ao Mestre, e isso balançou o coração deles.

Durante 3 anos eles experimentaram de uma comunhão única com o Senhor. Seus olhos contemplaram a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade (Jo 1:14). Seus ouvidos ouviram o que muitos profetas e reis gostariam de ter ouvido (Lc 10:24). Suas mãos tocaram a Palavra da vida (1 Jo 1:1). Eles presenciaram sinais que, se fossem escritos, nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem (Jo 21:25). Como no Salmo 34:8, eles provaram que O SENHOR É BOM. Mas não era pelos sinais. Era o amor de Jesus. Pensar em viver sem aquele amor tirava a paz do coração de cada discípulo sincero. Esse amor, sim, faria uma falta gigantesca. O cuidado do Sumo Pastor. A Palavra viva e certa a todo tempo. A voz que penetrava no íntimo do coração e alegrava a alma. A companhia do amado da alma.

A realidade de que o Mestre passaria por uma morte terrível e os deixaria parecia terrível demais para ser verdade. A tristeza pesou o coração deles de uma forma súbita e parecia como toneladas de angústia. Um gosto amargo subiu à boca. A separação seria dura demais.

A Bíblia diz que o Senhor, percebendo a dor que lhes pesava o coração, começou a consolá-los. Era o cordeirinho consolando a família antes dele mesmo ser sacrificado. Jesus é a Rocha. Mesmo no momento que a Rocha estava ferida pela angústia (Lc 12:50), ela dava água e água em abundância, consolando os que ama (Jo 13:1). Deus não rejeitou o coração contrito nem mesmo quando o Seu coração humano estava contrito.

E o conteúdo da Palavra aos discípulos é o que também deve servir, hoje, de consolo ao nosso coração: Ele não conquistou nosso coração para nos deixar e ir morar longe. Ele não foi embora para nunca mais voltar. Ele foi nos preparar uma morada permanente para um dia habitarmos com Ele para todo sempre.

Talvez você esteja passando por um momento de grande angústia e temor no seu coração. Você se sente desesperançado. Suas forças já se foram, sua fé fraqueja. Você sente que, de alguma forma, o plano de Deus, repentinamente, se tornou contrário à sua esperança. A dor é mais forte do que você pode suportar. Agora, porém, uma Palavra deve penetrar seu coração e seus pensamentos: Isso vai passar, porque Ele virá outra vez, e quando Ele vier, nos levará para que, onde Ele estiver, nós estejamos juntos com Ele.

O nosso Cordeiro nos garantiu uma vitória completa sobre a morte e o pecado, sobre a tristeza e a angústia. Nesse mundo ainda somos cercados por tudo isso, mas já obtemos a vitória completa e temos a certeza de que, no porvir, moraremos no céu onde habita a justiça.

A família do Êxodo não via mais o cordeirinho, mas nós o veremos, sim, e o veremos como Ele é, e a nossa alegria ninguém mais tirará.

E eu chorava muito, porque ninguém fora achado digno de abrir o livro, nem de o ler, nem de olhar para ele.
E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu, para abrir o livro e desatar os seus sete selos.
E olhei, e eis que estava no meio do trono e dos quatro animais viventes e entre os anciãos um Cordeiro, como havendo sido morto, e tinha sete pontas e sete olhos, que são os sete espíritos de Deus enviados a toda a terra.
E veio, e tomou o livro da destra do que estava assentado no trono.

Apocalipse 5:4-7

2 thoughts on “Não se turbe o vosso coração

    • Efésios 3:17 Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, 18 Poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, 19 E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s